• Fora de Estrada

Johny Surf Art… nas curvas da vida (uma conversa informal)

Uma “conversa” informal, descontraída e muito “aí prás curvas” com Johny Vieira, o pacato surfista de 32 anos, senhor de uma tranquilidade muito própria que imortaliza o “swell” da vida em arte tridimensional.



Johny como defines a VIDA (no sentido lato), em três linhas?


A vida é um acontecimento de tempo e espaço único (será?) onde podes pessoalmente dar-lhe um sentido ou adoptar a ideia de outrem, e viver ou não conforme isso. E se não gostares ainda podes sair sem pagar, por isso, não é nada mau! É uma grande dádiva, e como se diz, a cavalo dado não se olha aos dentes, depois, cada um cavalga a sua maneira.



Johny como "entrou" a arte na tua vida e como percebeste que o trabalho que desenvolves era o caminho que querias?


Começou através da minha irmã Fanny, que é dois anos mais velha e sempre esteve ligada as artes desde pequena, daí ser a grande influência da minha vida artística, o resto já nasceu dessas influências penso eu. Quando era miúdo gostava de desenhar e pintar, mas tudo no registo escolar normal, gatafunhar os cadernos com cartoons e assim. Mais tarde quando comecei de maneira autodidacta com esta ideia das ondas a sair da moldura, senti sim que era um caminho que queria seguir, o de criar, mas não pensei que seria o meu ganha pão. Hoje, mais seriamente, vejo que arte é o caminho que quero continuar a seguir sim, entre outros.



Johny como defines a tua identidade enquanto homem, artista, surfista?


Quanto ao surfista, vendi a minha alma ao surf já há 20 anos, e é o melhor negócio da minha vida. O surf é agora uma base na qual a minha pessoa cresceu e me faz sentir bem, e isso adoptei como um dos sentidos da minha vida. Por isso, receio o tipo de pessoa e "artista" que seria neste momento sem o surf. Sou uma pessoa pacata, que foge do crowd, coerente, sensível, que não gosta de pop, que tenta ser melhor todos os dias e que fracassa quase todos os dias, sou um homem de ambições estranhas, pois trabalho apenas para ter tempo para o presente, tempo para o que gosto de fazer, os que amo, tempo para usufruir de não fazer nada (não subestimem o não fazer nada). Sou um homem que nunca soube bem o que queria para o futuro, mas agora sei que não é um problema. Sou um homem feliz com a vida. Como artista, bem, estou no início, de momento identifico-me como um aspirante a artista, e é isso.



Johny para lá das ondas, que outras áreas artísticas te atraem?


Tenho-me focado em desenvolver pintura em aguarela, gosto de pintar com água, mas ainda é um começo de um longo caminho. Também gosto muito de banda desenhada, acho que em geral tenho uma fascinação pela arte que dá pernas a sátira. Independentemente se é uma escultura, pintura ou banda desenhada. Quero no futuro investir nesse caminho.



Johny o que pretendes imortalizar com a tua arte?


Acho que é um género de arte sacra, não se trata do que é em si mesmo, mas do que representa para o espectador, não se trata de congelar uma onda, trata-se de congelar os sentimentos bons que uma onda e as aventuras à sua volta nos proporcionam, ou proporcionaram.


Johny abres a porta do teu atelier, e como consequência do teu mundo, ao público e convidas a entrar ou essa é a tua "man's-cave"?


É a minha cave sim, aliás, há muitos anos antes de me ter instalado era uma pequena adega, onde ainda está o fuso montado. É escondida e sem reclames luminosos, mas abro de bom gosto a qualquer pessoa que queira entrar, sim.


Johny qual o momento mais "aí prá's curvas" que já viveste?


O último que me lembro foi há uns meses, o mar já estava puxado (para mim) e como hoje em dia surfo quase só de longboard, tive que ir a casa buscar a minha velha shortboard que era a única maneira de surfar aquelas bombas. E sem me lembrar como surfar naquilo, na segunda onda mandei uma toca linda (não faria outra!)! Quando sacas um tubo, nem que seja de meio segundo sentes sempre que estás aí para as curvas! :)


Mais sobre o Johny e a sua arte em:

Website: www.wavesbyjohny.com

Instagram: https://www.instagram.com/johnysurfart/

Facebook: https://www.facebook.com/johnysurfart/


Obrigado Johny, pela partilha, simpatia, tranquilidade...

AiPrásCurvas

33 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo